quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Ele se alimentava muito bem, e eu fazia tudo que ele gostava, pudim de leite, macarrão com frango, bolo quentinho com café. Enfim meu filhinho era muito mimado.
As noites era gostosas eu o abraçava e dormiamos abraçadinhos.
Mas ...Começamos a notar que suas pernas e pés estavam muito inchado, como ja estava proxima a consulta com a oncologista, esperamos para leva-lo e ver o que estava acontacendo.
Ele sentia dores nas pernas.
A onco deu a indicação para exames e o pedido de quimioterapia e radioterapia.
Marcamos os exames.
levamos ele e ele chegou andando no laboratorio.
Saiu na cadeira de rodas.
Infelizmente voltaria a ser internado. Estava com trombose nas duas pernas.
Foi tão triste ver a carinha dele odiando voltar ao hospital.
mas era preciso. Fiquei com ele por mais quinze dias no hospital.
Ele sempre doce, porem mais triste. Mais quieto.
A dor dele era imensa em mim.
Mas eu tentei permanecer serena junto ao meu menino.
Injeções na barriga eram doloridas, medicamentos no meio da madrugada o irritavam muito,
E um dia, ele teve uma convulsão, o que não era pra acontecer ja que estava sendo medicado.
A medica orientou aumentar a dosagem do gardenal.
Isso o deixou mais sonolento.
E mais triste!
Sandra Gonçalves

Nenhum comentário:

Postar um comentário